5

A estratégia do Grupo EDP traduz o seu compromisso com o desenvolvimento sustentável, assumindo em pleno o papel estruturante da energia no suporte a modelos de crescimento mais equilibrados do ponto de vista social e ambiental.

5. sustentabilidade

A estratégia da sustentabilidade foi organizada em torno de quatro eixos estratégicos, alinhados com oito dos dezassete objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pelas Nações Unidas.

  • 1. criar valor económico
  • 2. desenvolver as nossas pessoas
  • 3. gerir assuntos climáticos e de ambiente
  • 4. reforçar a confiança

Para apoiar o processo de tomada de decisão e de desenvolvimento de estratégias na organização é feita a Análise de Materialidade. Este processo avalia e prioriza a relevância de um tema para a EDP e para os seus stakeholders.

Desta análise resultam os Temas Materiais para a EDP, que representam aqueles passíveis de afectar a criação de valor da empresa, no curto, médio ou longo prazo e que são reconhecidamente importantes para os diferentes grupos de stakeholders da empresa.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
  • Aumentou ou diminuiu a importância para o negócio
  • Aumentou ou diminuiu a importância para a sociedade
  • Aumentou ou diminuiu a importância para o negócio e para a sociedade
  • Manteve a posição face ao ano anterior
  • Tema novo
Relevância para a sociedade
alto
médio
médio
alto
Relevância para o negócio
  • Gestão Ambiental

  • Envolvimento e Desenvolvimento da Comunidade

  • Comunicação e Transparência

  • Clientes Vulneráveis

  • Transformação Digital

  • Sustentabilidade do Negócio

  • Promoção da Energia Renovável

  • Alterações Climáticas

  • Eficiência Energética

  • Satisfação e Serviço ao Cliente

  • Segurança e Saúde

  • Ética e Direitos Humanos

  • Gestão de Pessoas

  • Governo Societário

  • Inovação e Investigação

  • Gestão de Fornecedores

gestão ambiental

Proteger o ambiente é parte integrante da Política de Ambiente do Grupo, revista em 2017. Esta assume um conjunto de compromissos gerais de gestão, como o de prevenção da poluição, e foca-se em três prioridades estratégicas: combate às alterações climáticas, protecção da biodiversidade, e uso sustentável de recursos naturais, dos quais se dá particular atenção ao recurso água.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Certificação ambiental (ISO 14001)1
  • 88%
  • -3%
  • Resíduos valorizados
  • -25%
  • 46%
  • Multas ambientais
  • -34%
  • 19K€

1  Indicador agregado de certificação em função dos activos com potenciais impactes ambientais.

Governo Societário

O governo da sociedade EDP valoriza a integridade, a transparência, a honestidade e a capacidade de liderança e exemplo, sustentando-se para o efeito em pilares como a estratégia, cultura, controlo de riscos e crescimento.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Membros do CAE
  • 8
  • 0%
  • Membros do CGS
  • 21
  • 0%
  • Membros Independentes do CGS
  • 11
  • 0%
Ética e Direitos Humanos

A EDP assume os princípios e valores consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos e também nas Convenções da Organização Internacional do Trabalho, no Pacto Global das Nações Unidas e nos Princípios Orientadores para Empresas, do Conselho dos Direitos Humanos – Ruggie Framework. A responsabilidade da EDP não se confina ao perímetro organizacional do Grupo, estendendo-se, também, aos fornecedores e prestadores de serviços nos objectivos de gestão do desempenho ético, em particular no que se refere às matérias da conformidade, do combate à corrupção e da promoção dos Direitos Humanos.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Reclamações éticas (totais)1
  • 5%
  • 426
  • Reclamações presentes ao Comité de Ética2
  • 171%
  • 141
  • Incidentes de segurança de informação
  • 137%
  • 1.624
  • Custos com actividades de representação de interesses
  • 8%
  • 3,8M€

1  Entradas registadas nos canais de reclamação Ética do Grupo EDP

2  As restantes reclamações foram objecto de tratamento expedito com as Unidades de Negócio envolvidas.

Sustentabilidade do Negócio

A EDP ao longo dos últimos anos tem integrado os aspectos ambientais e sociais na sua estratégia e no seu modelo de negócio através da definição e implementação de políticas corporativas. Consistente com esta abordagem de criação de valor a longo prazo a EDP tem um modelo de governo societário que atende às expectativas dos vários stakeholders.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Valor Económico Gerado
  • 8%
  • 17.234M€
  • Valor Económico Distribuído
  • 2%
  • 14.910M€
  • EBITDA
  • 6%
  • 3.990M€
  • Resultado líquido atribuível aos accionistas
  • 16%
  • 1.113M€
Comunicação e Transparência

A informação do Grupo EDP é gerida para garantir a credibilidade junto dos seus clientes e das outras partes interessadas, através do cumprimento da legislação e regulamentação em vigor nas geografias onde opera e por meio do compromisso com a confidencialidade, protecção e legitimidade de dados pessoais.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Imposto Corrente
  • -78%
  • 178M€
  • Apoio de organismos públicos
  • -18%
  • 42M€
Inovação e Investigação

O sector energético está em profunda mudança, e a inovação é uma das ferramentas chave para o crescimento sustentado, justificando a sua materialidade, tanto para a EDP como para os stakeholders. Com efeito, a inovação garante um posicionamento mais competitivo no mercado, uma melhoria da experiência dos clientes e uma redução significativa dos custos.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Investimento em ID+i
  • 78%
  • 65M€
  • Colaboradores em ID+i
  • 3%
  • 105
Transformação Digital

A mudança de paradigma tecnológico alterou por completo a percepção dos consumidores. Hoje, as experiências que os clientes têm com empresas que são grandes players tecnológicos mundiais ou puramente digitais influenciam de forma muito significativa as expectativas que os consumidores têm nos outros sectores de actividade. A EDP já iniciou a sua estratégia de digitalização de forma transversal em todo o grupo.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Actividades robotizadas
  • -
  • 184
  • Horas/ano robotizadas
  • -
  • 196.792
  • Smartmeters
  • 57%
  • 1.900.703
  • Clientes com Re:dy
  • 69%
  • 9.973
Gestão de Fornecedores

A gestão da sustentabilidade na relação com os seus fornecedores é um vector estratégico na actividade do Grupo EDP. O processo de gestão privilegia a construção de uma relação de confiança com os fornecedores, assente numa óptica de parceria baseada em princípios de ética, transparência e sustentabilidade.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Fornecedores
  • -1%
  • 16.832
  • Fornecedores críticos com certificação ambiental
  • 0%
  • 30%
  • Fornecedores críticos com certificação em segurança
  • -4%
  • 27%
  • Compras locais
  • 3%
  • 97%
Satisfação e Serviço ao Cliente

A crescente competitividade do mercado de comercialização de energia e serviços requer, cada vez mais, uma maior orientação para o cliente, com especial foco na diferenciação da oferta e na melhoria contínua da experiência de cliente. Numa era das redes inteligentes e num contexto em que o cliente é cada vez mais proactivo, exigente e tecnológico, torna-se indispensável evoluir para uma interacção cada vez mais digital, para assegurar a sua máxima satisfação.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Clientes de electricidade
  • 1%
  • 9,9MILHÕES
  • Cliente de gás
  • 6%
  • 1,6MILHÕES
  • Satisfação global dos clientes
  • -4%
  • 74%
  • Proveitos suplementares de energia1
  • 6%
  • 970M€

1  inclui os serviços: Gestão Energética, Manutenção e Operação, Gestão de Propriedade e de Instalações, Fornecimento de Energia e / ou Equipamento, Fornecimento do Serviço (Exemplo: vapor) e outros.

Clientes Vulneráveis

Para a EDP, a vulnerabilidade dos clientes e a inclusão energética são temas materiais prioritários da agenda de sustentabilidade, tal como definido nos seus Princípios de Desenvolvimento Sustentável (2008), e são abordados através de três eixos: Apoio a Clientes Vulneráveis; Acesso à Energia; Práticas Contratuais Justas

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Clientes com tarifa social
  • 1%
  • 880 MIL
Alterações Climáticas

A EDP reconhece o profundo impacte das alterações climáticas no futuro da humanidade e apoia a recomendação das Nações Unidas de limitar a 2ºC o aquecimento global em 2050, tal como estipulado no Acordo de Paris. O sector energético, um dos que mais contribui para as emissões de gases com efeito de estufa, será decisivo para a descarbonização da economia. O sector eléctrico irá desempenhar um papel chave nessa transição.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Emissões específicas globais de CO2
  • 23%
  • 334g/kWh
  • Emissões directas de CO2
  • 22%
  • 23.159ktCO2eq
Promoção da Energia Renovável

Considerado como um dos temas de maior materialidade para os stakeholders, a produção de energia eléctrica a partir de fontes renováveis, através do investimento em nova capacidade eólica, solar e hídrica, é a principal estratégia de crescimento do negócio da EDP.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Capacidade instalada total
  • 6%
  • 26.753MW
  • Capacidade renovável
  • 3%
  • 74%
  • Produção renovável
  • -15%
  • 38.762GWh
  • Emissões de CO2 evitadas
  • -19%
  • 26.620ktCO2
Eficiência Energética

Promover a melhoria da eficiência energética é considerado um dos temas de maior materialidade, tanto para a EDP como para os stakeholders. Aumentar o recurso a fontes de energia renovável é fundamental para reforçar a electrificação como um instrumento vital para descarbonizar a economia, principalmente nos sectores não afectos a mercados de carbono.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Rendimento das centrais termoeléctricas
  • 1%
  • 46%
  • Perdas totais na distribuição de electricidade
  • 0%
  • 9,2%
  • Poupança em serviços de eficiência energética (nos clientes)
  • 38%
  • 214GWh
  • Facturação de serviços de eficiência energética
  • 44%
  • 134M€
Envolvimento e Desenvolvimento da Comunidade

O Grupo EDP desenvolve programas e actividades de Investimento Social, que conjuguem a satisfação de necessidades sociais e os temas centrais de cada negócio. A efectiva criação de valor para a sociedade requer que a empresa tenha um foco orientado nas suas actividades de investimento social, permitindo-lhe capitalizar os seus pontos fortes, a sua marca e os seus colaboradores de forma a maximizar o impacto nos beneficiários.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Investimento voluntário
  • 6%
  • 28,4M€
  • Horas de voluntariado (EDP)
  • 57%
  • 24.932
  • Entidades Beneficiárias
  • 2%
  • 417
Gestão de Pessoas

A Gestão de Pessoas no Grupo EDP foca-se na criação de condições favoráveis ao contributo dos colaboradores para o sucesso e sustentabilidade do negócio, de uma forma transversal a todas as empresas. Por este motivo, a estratégia de Recursos Humanos do Grupo é desenhada em alinhamento com o Plano de Negócios e promove o desenvolvimento e valorização contínua de todos os colaboradores, bem como o seu alinhamento com os valores e cultura corporativa.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Colaboradores
  • -3%
  • 11.657
  • Colaboradores do género feminino
  • 0%
  • 24%
  • Engagement
  • 1%
  • 75%
  • Horas de formação
  • 21%
  • 473.078
Segurança e Saúde

Segurança e saúde no trabalho (SST) são prioridades na relação do Grupo EDP com todos os seus colaboradores, prestadores de serviço, fornecedores e clientes. São ambos factores essenciais à premissa de criação de valor para todos os stakeholders. Para a EDP nenhuma situação ou urgência de serviço pode justificar pôr em perigo a vida de alguém.

  • Variação 17/16
  • 2017
  • Certificação de Segurança (OHSAS 18001)
  • 9%
  • 36%
  • Acidentes1
  • -32%
  • 128
  • Índice de frequência (Tf)2
  • -32%
  • 2,03
  • Índice de gravidade (Tg)3
  • -24%
  • 131

1  Acidentes ocorridos no local e tempo de trabalho ou trajecto, com 1 ou mais dias de ausência, e mortais.

2  Acidentes de trabalho por milhão de horas trabalhadas.

3  Número de dias (civis) perdidos resultantes de acidentes de trabalho, por milhão de horas trabalhadas.